Como deve ser realizado o tratamento e a gestão de resíduos da indústria alimentícia?

A indústria alimentícia é certamente uma das mais expressivas e que mais movimentam dinheiro no Brasil. Segundo dados do IBGE, o Brasil conta com aproximadamente 33,5 mil empresas alimentícias operando. 

Esse gigantesco número pode trazer impactos graves para o meio ambiente. Afinal, existe toda uma cadeia de produção que funciona antes do alimento chegar até a casa do consumidor. E naturalmente, as atividades desse mercado produzem uma massiva quantidade de resíduos. 

Nesse artigo, você vai compreender como deve ser realizado o tratamento e a gestão dos resíduos da indústria farmacêutica. 

 

O que são e como tratar resíduos efluentes da indústria alimentícia? 

A primeira coisa que precisa ser considerada no processo de tratamento de resíduos da indústria alimentícia é que existem dois tipos de resíduos produzidos por esse mercado:

  • Os efluentes;
  • Os resíduos sólidos, geralmente por resíduos recicláveis ou orgânicos

 

Os efluentes (resíduos industriais líquidos) são produzidos a partir dos restos de matérias-primas usadas nas atividades produzidas e não foram utilizadas em sua totalidade. 

Matadouros, abatedouros e frigoríficos são as indústrias alimentícias que mais produzem efluentes. 

Como opção para o tratamento dos efluentes das indústrias financeiras, existe a possibilidade de instalação de uma Estação de Tratamento de Efluentes na empresa. Passando pela estação, os efluentes passarão pelas fases físico-químicas ou biológicas. No primeiro caso, reações químicas trabalham na remoção dos poluentes. No tratamento biológico, bactérias e outros microrganismos consomem toda a matéria orgânica presente no resíduo. 

 

O que são e como tratar resíduos sólidos da indústria alimentícia?

Nas atividades da indústria alimentícia, os resíduos sólidos são aqueles derivados de recicláveis ou orgânicos. 

Dentro do grupo de resíduos orgânicos, encontramos restos de alimentos (cascas de ovo, bagaços, talos, etc) além de palhas, cascas e podas. 

Instituições de leis ambientais, vide a Política Nacional de Resíduos, determinavam que os resíduos sólidos deveriam ser destinados até os aterros sanitários. No entanto, com o desenvolvimento das tecnologias, outras formas de tratamento e destinação mais ecoeficientes surgiram. E um dos métodos mais benéficos para o meio ambiente é o da compostagem. 

 

O que é o sistema de compostagem? 

O processo de compostagem consiste na realização do processo biológico em que microrganismos são responsáveis pela decomposição e degradação da matéria orgânica. O resultado final da compostagem resulta na produção de adubo orgânico. Existem três etapas nesse processo. Veja a seguir: 

 

  • Fase 1: Conhecida como mesofílica. Nesta etapa, os microrganismos atuam em uma temperatura semelhante à ambiente. Geralmente, a temperatura varia em torno de 40 C em um período de 15 dias. Aqui, ocorre a metabolização dos nutrientes mais aparentes pelos organismos. 

 

  • Fase 2: Chamada de termofílica. Aqui (a mais demorada de todo o processo, podendo durar dois meses, de acordo com as particularidades de cada material), as bactérias são termofílicas, ou seja, podem sobreviver normalmente em temperaturas variantes entre 60 C e 70 C. Quando colocadas em temperaturas mais altas, é possível haver até a eliminação de agentes patógenos. 

 

  • Fase 3: Por último, temos a fase de maturação. Nessa etapa (que também pode durar dois meses) a temperatura e a acidez do processo é reduzida, provocando também uma diminuição na atividade microbiana. Aqui é o ponto do processo onde ocorre a estabilização da matéria, que acaba resultando na maturação do composto e, por consequência, no fim da decomposição realizada pelos microrganismos. 

 

Pelo grande número de empresas que atuam na área, a indústria alimentícia pode mostrar-se como uma potencial poluidora. No entanto, realizando de forma eficiente os processos de tratamento e destinação de resíduos, os impactos ao meio ambiente podem ser drasticamente reduzidos. 

E a Pró-Ambiental tem a experiência necessária para realizar a gestão de resíduos de sua empresa. Afinal, são mais de 15 anos trabalhando com excelência para entregar aos nossos clientes o melhor trabalho possível. 

COMPARTILHE ESTE ARTIGO

Matérias Relacionados

A incineração de resíduos é uma prática extremamente sustentável e que traz uma série de benefícios para o meio ambiente se for realizada de maneira correta e dentro das normas estabelecidas por leis. Além da diminuição de sobras, o processo de incineração de resíduos impede a produção de gás metano liberado pelo lixo em aterros […]

Todo o local que oferece algum tipo de serviço gera resíduo. Comércios, bares, restaurantes, lojas de roupas, papelarias, padarias, postos de combustível, supermercados, sorveteria, dentre outros tantos segmentos, são grandes responsáveis pela geração de resíduos no mundo.  Uma cidade com cerca de 1.5 milhões de habitantes gera uma média de 1.800 toneladas de resíduos, subdivididos […]

O mercado dos tratamentos de estética é um dos que mais movimentam o país. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos, o Brasil tem um dos maiores mercados consumidores de beleza e estética no mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e a China. Ainda segundo o levantamento, o nicho […]

Os óleos lubrificantes são peças fundamentais para o funcionamento pleno das engrenagens que formam as máquinas presentes nos processos industriais das fábricas. Esses óleos formam uma proteção contra o atrito produzido pelas máquinas, evitando falhas no funcionamento e garantindo maior eficiência produtiva.    Apesar de seus pontos positivos, os óleos lubrificantes industriais podem trazer sérios […]

No dia a dia de trabalho dentro de uma clínica odontológica, diversos materiais contaminantes são utilizados com frequência. Objetos esses que, se descartados sem o devido cuidado, podem causar impactos negativos para o meio ambiente.  Portanto, visando uma realidade mais sustentável, é de suma importância que haja um processo de descarte de resíduos eficiente nos […]

A sustentabilidade no mundo empresarial é um tópico que vem crescendo cada dia mais. Uma empresa atenta às pautas sustentáveis, além de estar contribuindo para um futuro melhor para as próximas gerações, também será vista como uma corporação que se preocupa com a preservação da natureza.  No entanto, alguns passos são fundamentais para que sua […]

Você sabe o que é o lodo biológico? Basicamente, esse lodo (também chamado de lodo ativado ou ativo) é uma biomassa microbiana que surgiu por meio do tratamento de efluentes líquidos sanitários e industriais.  A forma mais comum de destinação para esse tipo de resíduo é por meio dos aterros sanitários. Entretanto, com o intuito […]

 Para toda empresa que realiza algum tipo de atividade (principal ou secundária) citada no Anexo I da Instrução Normativa IBAMA 6/13, o CTF mostra-se um documento indispensável e obrigatório para um funcionamento sustentável da companhia. O Cadastro Técnico Federal atua como um dos mais eficientes parâmetros para controle de qualidade ambiental no Brasil. Entretanto, a […]

Se a sua empresa, durante o dia a dia de trabalho, produz algum tipo de resíduo, saiba que muito provavelmente ela deve estar em consonância com as orientações previstas no Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos.    Seguir com rigor as leis do PGRS é um atestado de que a empresa consegue gerenciar os resíduos […]

Processo de grande importância para a preservação do meio ambiente, a reciclagem figura entre um dos métodos mais eficientes para tornar sua empresa mais sustentável. E especialmente nos dias de hoje, estar em consonância com o meio ambiente é a garantia de passar uma boa imagem da corporação.    Em poucas palavras, a reciclagem tem […]

Junte-se ao grupo exclusivo de conteúdos

e receba informações com prioridade!

hhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh