Como identificar e tratar o resíduo gerado em montadoras de veículos

O Brasil é um dos países com o maior número de montadoras de veículos no mundo. O mercado é um dos impulsionadores da economia no país. É o responsável pela grande geração de empregos e agrega muito ao setor tecnológico de onde está alocada.  Somente em Minas Gerais são quatro grandes montadoras de veículos: Fiat, Iveco, Mercedes-Benz e CNH New Holland.

Tudo começou no início do século XX com o sistema de produção em massa de Henry Ford. Logo após as ideias do chamado Toyotismo tomaram conta da indústria. Esses sistemas são os precursores do modelo de indústria automobilística que vemos hoje. Essa indústria foi capaz de proporcionar, por exemplo, muita agilidade no transporte, trazendo também segurança e conforto.

Apesar da perspectiva positiva que uma montadora de veículos representa é importante pensar também na quantidade de resíduos que uma indústria do segmento produz. É necessário que uma montadora não pense somente no lucro obtido com a fabricação e montagem dos veículos, mas que leve em consideração a proteção e manutenção do meio ambiente e, por consequência, da saúde pública.

 

Classificação

Uma montadora de veículos pode gerar componentes a serem descartados que se encaixam principalmente em duas classes:

 

Classe I

São os resíduos perigosos e devem ter destinação adequada: combustíveis, óleos lubrificantes, fluidos do radiador e freios, baterias e lâmpadas com vapor de mercúrio.

 

Classe II

São os componentes recicláveis e podem ser reaproveitados (sucata): chapas de aço, plásticos, bancos, tecidos, fios elétricos, vidros e os pneus de borracha

 

Legislação

Levemos em consideração uma área de pintura de uma montadora como exemplo. De acordo com estudos realizados em uma montadora de médio porte, esta é responsável pela geração de cerca de 1.200 quilos de resíduos ferrosos, papelões, plásticos, materiais tóxicos, componentes elétricos, dentre outros.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) e o Decreto nº 7.404/2010 estabelecem algumas regras de que devem ser seguidas à risca pelas montadoras de veículos. Esta Política responsabiliza a indústria diretamente por danos causados ao meio ambiente, caso o material utilizado seja descartado de forma incorreta.

É importante que cada resíduo tenha a atenção necessária para o descarte correto. A organização deve apresentar para as autoridades competentes formas de acondicionamento correto e que atenda às legislações ambientais. Lembrando que quem descumprir as normas está passível de multa e até o fechamento da unidade.

 

Como a Pró-Ambiental atua?

Diante de um problema tão recorrente e que atinge tanto a sociedade, afinal as montadoras de veículos são consideradas uma das grandes responsáveis pela degradação do meio ambiente, é importante que a montadora se atente para que uma empresa competente e licenciada atue como a responsável direta pelos resíduos gerados pela mesma.

A Pró-Ambiental já está a mais de 15 anos no mercado e possui todo um sistema de acondicionamento, coleta, transporte, tratamento e descarte de resíduos para montadoras de veículos.

 

Ainda tem alguma dúvida sobre o assunto? Entre em contato com a Pró-Ambiental agora mesmo!

COMPARTILHE ESTE ARTIGO

Matérias Relacionados

Todos os tipos de resíduos apresentam um grau de periculosidade para a saúde humana e para o meio

O que são efluentes líquidos? Como são classificados? Como fazer o tratamento e o descarte consci

A sua empresa produz resíduo industrial, e você não sabe como fazer a coleta adequada deste produ

Praticamente todo e qualquer tipo indústria utiliza de óleos industriais. O produto é responsáve

Você sabia que abastecer, lavar o carro, utilizar de serviços de borracharia, troca de óleo e at

Embalagens de papel, metal, plástico, substâncias tóxicas. Todos os dias toneladas de resíduos s

O descarte correto de resíduos industriais é de extrema importância para o meio ambiente e para a

Junte-se ao grupo exclusivo de conteúdos

e receba informações com prioridade!

Top

hhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh