Resíduos Classe II: o que são e quais os tipos? 

Para que o processo de gerenciamento de resíduos de sua empresa ocorra sem maiores problemas, a realização da classificação dos tipos de resíduos produzidos durante as atividades diárias é essencial. 

 

Para isso, a ABNT determinou por meio da norma 10.004 dois diferentes tipos de classificações para resíduos, cada um contando com suas especificidades físicas, biológicas e químicas: os Classe I e os Classe II. 

Você sabe o que são os resíduos Classe II e quais seus tipos? Siga a leitura que iremos explicar em detalhes. 

 

Quais são as classificações existentes? 

O primeiro passo é entendermos a classificação de resíduos em sua totalidade. A ABNT NBR 10.004 dividiu dois grupos de resíduos sólidos: Classe I e II. Em suma, o fator primordial que diferencia ambas está na periculosidade de composição residual. 

A Classe I, por sua vez, é caracterizada por resíduos que apresentam componentes considerados perigosos para a saúde humana ou para o meio ambiente de uma forma geral. 

As características dos resíduos Classe I costumam ser inflamabilidade, reatividade, toxicidade, corrosividade e patogenicidade. E por conta dessas particularidades, os resíduos dessa classificação devem ser manuseados e processados de forma adequada. 

O que são resíduos Classe II? 

Em resumo, os resíduos Classe II são todos aqueles que não se encaixam na Classe I. Ou seja, resíduos que não apresentam em suas composições características consideradas como perigosas. No entanto, mesmo não apresentando periculosidade, os resíduos Classe II também necessitam de atenção no descarte. A destinação errada pode trazer sérios impactos para o meio ambiente. 

Dentro das características próprias dos resíduos definidos como Classe II, podemos encontrar a combustibilidade, biodegradabilidade ou solubilidade em água. 

Exclusivamente para a Classe II de resíduos, a ABNT definiu duas subclassificações, cada uma com suas particularidades: os resíduos de Classe II A (não inertes) e os resíduos de Classe II B (inertes). 

Quais as divisões dos resíduos Classe II? 

  • Classe II A (não inertes): Nessa classificação, encontramos os resíduos que, apesar de possuírem baixa periculosidade, ainda apresentam características químicas reativas a determinados meios. Esses resíduos, quando expostos ao contato dinâmico e estático com água destilada/deionizada e à temperatura ambiente, possuem um ou mais de seus componentes lixiviados ou solubilizados. Matérias orgânicas da indústria alimentícia, fibras de vidro e gessos são exemplos de resíduos Classe II A.  
  • Classe II B (inertes): Este é o grupo de resíduos que apresentam uma baixa capacidade de reação, podendo ser reciclados ou destinados para aterros sanitários de maneira segura. Essa segurança é possível especialmente pelo fato dos resíduos inertes não mudarem suas composições com o passar do tempo. Ademais, quando são expostos à água destilada ou deionizada em temperatura ambiente, mostram-se indiferentes. Como exemplos, podemos citar sucata de ferro, aço e entulhos. 

 

Conhecer as características próprias dos resíduos Classe II é indispensável para o gerenciamento de resíduos eficiente e, acima de tudo, que não apresente impactos ambientais. 

Em tempo, precisando de uma empresa especializada no mercado de resíduos, você pode contar com os anos de experiência da Pró-Ambiental. Entre em contato conosco. 

COMPARTILHE ESTE ARTIGO

Matérias Relacionados

Especialmente neste período em que a consciência ambiental vem ganhando dimensões cada vez maiore

Você sabe o que é o CDF (Certificado de Destinação Final de Resíduos)? Especialmente se sua emp

Se a sua empresa trabalha com alguma atividade que envolva resíduos perigosos, é essencial que voc

Classificar e caracterizar resíduos, apesar de soarem como termos parecidos, são duas fases bem di

Processo de grande importância para a preservação do meio ambiente, a reciclagem figura entre um

Cada vez mais, uma gestão de resíduos eficiente torna-se indispensável para qualquer empresa que

  A instauração de novos pequenos hábitos sustentáveis durante o dia a dia da sua empresa p

Presentes ativamente no nosso dia a dia por meio de baterias, pilhas, remédios vencidos, pneus, car

Manter uma gestão de resíduos químicos eficiente e segura é essencial para todos os laboratório

Especialmente nos anos em que vivemos, pensar em um futuro mais sustentável é de uma importância

Junte-se ao grupo exclusivo de conteúdos

e receba informações com prioridade!

hhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh