Tratamento e descarte de resíduos para clínicas odontológicas

No dia a dia de trabalho dentro de uma clínica odontológica, diversos materiais contaminantes são utilizados com frequência. Objetos esses que, se descartados sem o devido cuidado, podem causar impactos negativos para o meio ambiente. 

Portanto, visando uma realidade mais sustentável, é de suma importância que haja um processo de descarte de resíduos eficiente nos ambientes das clínicas odontológicas, priorizando o acúmulo e desperdício de materiais.

Neste artigo, indicaremos a melhor maneira de realizar o descarte e o gerenciamento de resíduos oriundos de clínicas odontológicas. 

 

 

  • Quais são os grupos de classificação de resíduos?

 

Em uma clínica odontológica, diversos resíduos são produzidos diariamente. E cada resíduo apresenta classificações específicas que definem a periculosidade, suas condições químicas, físicas, etc. 

Veja abaixo a divisão de cada grupo de resíduos: 

 

 

  • Grupo A: Resíduos que apresentam propriedades biológicas infecciosas consideradas como perigosas para a saúde pública. 
  • Grupo B: Resíduos que possuem propriedades químicas que podem apresentar riscos para a saúde humana e para o meio ambiente. 
  • Grupo C: Quaisquer resíduos que contem com radionuclídeos em suas composições.
  • Grupo D: Resíduos que não apresentam riscos químicos, biológicos ou radioativos. 
  • Grupo E: Materiais perfurocortantes ou escarificantes.  

 

 

 

  • Como organizar o descarte? 

 

O dentista deve descartar os resíduos dentro de uma lata de lixo com tampa acionada por pedal. Dentro dessa lixeira, é necessária a presença de um saco de lixo especial para acondicionar resíduos perigosos. Assim, o contato com materiais infecciosos reduzirá drasticamente, seguindo as exigências da Associação Brasileira de Normas Técnicas. 

Resíduos classificados no grupo A, como gazes, algodão, luvas e pontas de sucção, ou seja, materiais que podem colocar o profissional em risco caso entrem em contato direto, devem ser descartados dentro das lixeiras com os sacos especiais. 

Os sacos especiais devem ser substituídos sempre que chegarem em ⅔ de sua capacidade total ou até 48 horas desde a última troca, independente do volume.

No caso dos resíduos do grupo E como tesouras, ampolas, seringas, agulhas e lâminas, o acondicionamento deve ser realizado dentro de caixas de papelão resistentes que constem com o símbolo de material infectante. 

 

 

  • Por que o descarte correto de materiais odontológicos é necessário?

 

Em primeiro lugar, é importante frisar que a reutilização dos resíduos de materiais odontológicos não podem ser reciclados ou reaproveitados. Pelo fato de sempre existir a possibilidade de estarem infectados, o descarte é a única maneira segura de destinação desses resíduos. 

Um descarte errado pode causar acidentes durante o processo de gerenciamento dos resíduos, colocando em risco os trabalhadores que passarem pelo transporte, armazenamento e descarte final. Portanto, é essencial que os materiais sejam descartados da maneira correta. 

Após o descarte, o próximo passo é entrar em contato com uma empresa especializada no ramo de resíduos. O auxílio especializado vai garantir que o processo seja finalizado da forma mais segura possível.

Realizando sua parte e descartando os resíduos de materiais odontológicos corretamente, você estará não apenas preservando sua saúde e de outros profissionais, como também estará contribuindo para a preservação do meio ambiente, evitando o acúmulo de resíduos. 

Entre em contato com a Pró-Ambiental! Nós temos todo o aparato necessário para a realização de um gerenciamento efetivo e totalmente seguro dos resíduos gerados em sua clínica odontológica. 

COMPARTILHE ESTE ARTIGO

Matérias Relacionados

A incineração de resíduos é uma prática extremamente sustentável e que traz uma série de benefícios para o meio ambiente se for realizada de maneira correta e dentro das normas estabelecidas por leis. Além da diminuição de sobras, o processo de incineração de resíduos impede a produção de gás metano liberado pelo lixo em aterros […]

Todo o local que oferece algum tipo de serviço gera resíduo. Comércios, bares, restaurantes, lojas de roupas, papelarias, padarias, postos de combustível, supermercados, sorveteria, dentre outros tantos segmentos, são grandes responsáveis pela geração de resíduos no mundo.  Uma cidade com cerca de 1.5 milhões de habitantes gera uma média de 1.800 toneladas de resíduos, subdivididos […]

O mercado dos tratamentos de estética é um dos que mais movimentam o país. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos, o Brasil tem um dos maiores mercados consumidores de beleza e estética no mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e a China. Ainda segundo o levantamento, o nicho […]

Os óleos lubrificantes são peças fundamentais para o funcionamento pleno das engrenagens que formam as máquinas presentes nos processos industriais das fábricas. Esses óleos formam uma proteção contra o atrito produzido pelas máquinas, evitando falhas no funcionamento e garantindo maior eficiência produtiva.    Apesar de seus pontos positivos, os óleos lubrificantes industriais podem trazer sérios […]

A indústria alimentícia é certamente uma das mais expressivas e que mais movimentam dinheiro no Brasil. Segundo dados do IBGE, o Brasil conta com aproximadamente 33,5 mil empresas alimentícias operando.  Esse gigantesco número pode trazer impactos graves para o meio ambiente. Afinal, existe toda uma cadeia de produção que funciona antes do alimento chegar até […]

A sustentabilidade no mundo empresarial é um tópico que vem crescendo cada dia mais. Uma empresa atenta às pautas sustentáveis, além de estar contribuindo para um futuro melhor para as próximas gerações, também será vista como uma corporação que se preocupa com a preservação da natureza.  No entanto, alguns passos são fundamentais para que sua […]

Você sabe o que é o lodo biológico? Basicamente, esse lodo (também chamado de lodo ativado ou ativo) é uma biomassa microbiana que surgiu por meio do tratamento de efluentes líquidos sanitários e industriais.  A forma mais comum de destinação para esse tipo de resíduo é por meio dos aterros sanitários. Entretanto, com o intuito […]

 Para toda empresa que realiza algum tipo de atividade (principal ou secundária) citada no Anexo I da Instrução Normativa IBAMA 6/13, o CTF mostra-se um documento indispensável e obrigatório para um funcionamento sustentável da companhia. O Cadastro Técnico Federal atua como um dos mais eficientes parâmetros para controle de qualidade ambiental no Brasil. Entretanto, a […]

Se a sua empresa, durante o dia a dia de trabalho, produz algum tipo de resíduo, saiba que muito provavelmente ela deve estar em consonância com as orientações previstas no Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos.    Seguir com rigor as leis do PGRS é um atestado de que a empresa consegue gerenciar os resíduos […]

Processo de grande importância para a preservação do meio ambiente, a reciclagem figura entre um dos métodos mais eficientes para tornar sua empresa mais sustentável. E especialmente nos dias de hoje, estar em consonância com o meio ambiente é a garantia de passar uma boa imagem da corporação.    Em poucas palavras, a reciclagem tem […]

Junte-se ao grupo exclusivo de conteúdos

e receba informações com prioridade!

hhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh